O PROBLEMA DA ORDEM SOCIAL: A ÉTICA DA PROPRIEDADE PRIVADA

Endi Moraes da Silva

Resumo


Este artigo, resultante de uma pesquisa teórico-bibliográfica, foi desenvolvido objetivando trazer a tona o Problema
da Ordem Social que, de forma geral, consiste existência de seres racionais que podem fugir ao conflito - em nome
do convívio social - pela argumentação e por consequência na busca de uma norma que seja universalmente
aplicável e com coerência em suas estruturas lógicas tendo como finalidade a prevenção e resolução de conflitos
interpessoais. Por conseguinte, foi visado fornecer uma resposta para este problema, onde a única solução
condizente com as exigências pode ser apenas a Lei de Propriedade, usada para definir a quem pertence o uso
exclusivo de cada recurso escasso, ademais, essa norma tem como sustentáculo básico a Ética Argumentativa do
filósofo libertário Hans-Hermann Hoppe, no que diz respeito a este autor, sua teoria ética é demonstravelmente
irrefutável, pois se baseia na estrutura transcendental apriori argumentação. Uma comunidade que faça o uso devido
da Lei de Propriedade necessariamente é uma sociedade de mercado e seguem um agrupamento por meio de uma
ordem espontânea, sem coerções, sem taxações arbitrárias por serviços que nunca foram solicitados, portanto, seria
um exemplo sem de uma sociedade sem instituições com essência análoga a das máfias.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.