"ISSO É DO DIABO: UMA REFLEXÃO HERMENÊUTICA DAS NARRATIVAS ORAIS ACERCA DOS PERSONAGENS "DEUS" É "DEMÔNIO"

Walison Almeida Dias

Resumo


Ao longo dos tempos, diversos relatos orais foram responsáveis pela construção da história da humanidade. O
método de como plantar, colher, os contos culturais e os mitológicos são exemplos das percepções da realidade e de
interações sociais. Sabendo que a tradição oral é um mecanismo de manutenção da cultura e transmissão de saberes,
este estudo intitulado; "Isso é do Diabo": uma reflexão hermenêutica das narrativas orais acerca dos personagens
Deus e Demônio, objetiva justamente analisar como estas narrativas, construíram, por um lado, a imagem de um ser
"Profano" dotado de uma essência maligna, culposa, injusta e mentirosa, que está próximo do homem e intervém de
forma direto-negativa em suas ações, e por outro um ser "Divino", que é todo atraente e poderoso, representado pela
bondade e justiça, mas que é distante da humanidade, e que necessita de diversas oblações humanas para
dispensar-lhes graças. Ao refletir o dualismo destas narrativas orais e de suas figuras complexas, percebe-se uma
dependência de um ser para com outro, que aparece de forma implícita nos discursos, e faz a manutenção da
cosmovisão religiosa. Portanto, ao pensar as estruturas narrativas que compõem os perfis de um "Deus" e de um
"Diabo", conclui-se que existe um ethos normatizador dos acontecimentos do cotidiano de um grupo religioso. Esse
mesmo ethos é fruto de um pensamento sistematizado coletivamente, que determina o que é divino e o que não é.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.