DUALISMO SUBSTANCIAL CARTESIANO E A HIPÓTESE DA INTERAÇÃO MENTE-CORPO

Eloísa Camarão Oliveira

Resumo


O presente trabalho tem por objetivo primeiro, fazer uma contextualização referente a Filosofia da mente, que trata
de assuntos e especulações a respeito da natureza do fenômeno mental. E ao Dualismo Substancial Cartesiano,
doutrina Filosófica onde Descartes disserta acerca da dupla substância do homem e dos seus atributos, aqui o
indivíduo é composto por um corpo e uma mente. Depois, fazer uma exposição do indivíduo Cartesiano, que se
equivale a experiência, que emana do sentido, tornando válido o estímulo-resposta. Para assim poder apresentar a
hipótese da interação mente-corpo a partir das paixões, o pensamento, a formulação de uma ideia, levando a uma
resposta corporal demonstrando de forma especulativa que de uma ação externa nasce uma paixão e, desta paixão
nasce a interação. Justificaremos tal hipótese com os argumentos usados pelo autor, nas suas obras, faremos uma
leitura em forma de viagem, percorrendo os capítulos e tópicos de sua obra que tratam tanto da distinção entre mente
e corpo quanto da sua suposta interação, desde o seu início, trabalharemos a fins as obras: As paixões da alma,
Meditações Metafísicas, Os princípios da Filosofia e Regras para a direção do Espírito.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.