DANÇA IMANENTE - PRESENÇAS DE DELEUZE

Robson Farias Gomes

Resumo


Este trabalho objetiva identificar e analisar as presenças de Gilles Deleuze no arquétipo teórico-conceitual da Dança
Imanente. A Teoria da Dança Imanente (2010), cunhada pela pensadora da dança e do corpo Ana Flávia Mendes,
pretende atribuir um caráter de pessoalidade, idiossincrasia e subjetividade à obra coreográfica que se insere no
terreno da antropologia da performance, epistemologia e ontologia da arte e filosofia. Tal arquétipo baseia-se nos
princípios da pós-modernidade artística e filosófica que propiciam a construção de conceitos que norteiam o
fazer-ser da arte no mundo. Os conceitos-cernes abordados nesta investigação estão sustentados nos pressupostos
contemporâneos dos estudos do corpo e da dança com amplo firmamento no elo entre corpo, vida e cena. Dentre os
conceitos, destacamos análise ao Corpo Imanente, O corpo como forma e conteúdo da obra coreográfica e Corpo
Rizomático, que estão intrinsecamente relacionados com o panorama filosófico deleuziano por meio do plano de
imanência.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.