Educação, emancipação e crítica social: anotações em Theodor W. Adorno

Alex Sander da Silva, Michel Alisson da Silva

Resumo


O presente artigo visa a fazer algumas anotações sobre educação, emancipação e crítica social no pensamento de Theodor W. Adorno. Esses temas se relacionam direta e indiretamente nos escritos de Adorno e assinalam a coerência epistemológica da sua teoria crítica em relação a ambos. Desse modo, a questão que colocamos é a seguinte: como compreender a tensão presente entre as necessidades de uma educação para a emancipação e as condições para efetivá-la? Essa questão nos encaminha para outra: é possível relacionar, nos textos adornianos, uma perspectiva de se pensar a educação para a emancipação, articulada a uma crítica social no contexto atual? Primeiramente, fazemos uma breve incursão no que consiste o pensamento contra a barbárie em Adorno, sobretudo, a partir do sentido de Auschwitz como símbolo da relação entre civilização e barbárie que o autor faz. Num segundo momento, nos confrontamos com a questão da formação cultural na Teoria da Semiformação, cujo escopo do texto é apontar os limites da formação cultural e consequentemente os limites da educação no âmbito do capitalismo avançado. Por fim, pretendemos discutir a ideia de "crítica social" em Adorno, articulada aos temas anteriores, isto é, apontar algumas ponderações para uma educação contra a barbárie e a semiformação frentes aos desafios impostos pela sociedade atual.

Palavras-chave: Educação. Emancipação. Semiformação. Crítica Social.

Education, emancipation and social criticism: notes in Theodor W. Adorno

This article aims to make some notes on education, emancipation and social criticism at the thought of Theodor W. Adorno. These topics relate directly and indirectly to the writings of Adorno and mark the epistemological consistency of critical theory in relation to both. Thus, the question we put is this: how to understand this tension between the needs of education for emancipation and conditions to effect it? This question leads us to another: is it possible to relate, in Adorno texts, a perspective of thinking about education for emancipation, articulated to the social criticism in the current context? First, we make a brief foray into consisting thought against barbarism in Adorno, especially from the direction of Auschwitz as a symbol of the relationship between civilization and barbarism that the author does. Secondly, we are faced with the question of cultural education in the Theory of half-formation, whose scope of the text is to point out the limits of cultural formation and consequently the limits of education in the context of advanced capitalism. Finally, we intend to discuss the idea of "social criticism" in Adorno, linked to the previous themes, that is, point out some weights for an education against barbarism and half-formation fronts to the challenges of today's society.

Keywords: Education. Emancipation. Semiformation. Social Criticism.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN Eletrônico: 2237-0315              ISSN Impresso: 1981-9269

This work is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial 3.0 Brasil License

Licença Creative Commons