Ensino médio integrado à educação profissional: por que insistir nesta forma de ensino?

Josimar de Aparecido Vieira, Marilandi Maria Mascarello Vieira

Resumo


Secondary education integrated to professional education: why insist in this model?

Resumo

A preocupação central deste ensaio é com o Ensino Médio Integrado à Educação Profissional (EMIEP), o qual parece ensejar uma revisão de conceitos e convicções. Essa forma de ensino requer a integração de conhecimentos típicos do ensino médio e da formação profissional que deverão ser trabalhados de forma integrada, assegurando diálogo entre teoria e prática. Tem a finalidade de analisar o significado do EMIEP, explicitando fundamentos que evidenciam a necessidade dessa forma de ensino na última etapa da educação básica. Buscou-se deslindar a perquisição: por que insistir nesta forma de ensino? Para isso, duas indagações foram delineadas: o que é EMIEP?; e por que oferecer EMIEP? Constituído numa abordagem qualitativa, foi produzido por meio de pesquisa bibliográfica envolvendo os autores Ciavatta (2012), Cunha (2008), Frigotto (2005), entre outros. As repercussões indicam que o EMIEP pressupõe conhecimentos constituídos sob as dimensões: trabalho, ciência, cultura e tecnologia. Insistir na sua construção implica na superação da visão mecanicista de qualificação técnica e na formação do estudante de forma crítica e consciente, por meio do seu trabalho.

Palavras-chave: Educação profissional. Ensino médio. Integração.

Abstract

The central concern of this essay is with the Secondary Education Integrated to Professional Education (Ensino Médio Integrado à Educação Profissional” – EMIEP), which seems to lead to a revision of concepts and beliefs. This educational model requires the integration of typical knowledge of secondary school and professional training that should be worked in an integrated way, ensuring dialogue between theory and practice. It has the purpose of analyzing the meaning of the EMIEP, explaining fundamentals that demonstrate the relevance of this model in the last stage of basic education. We sought to delimit the survey: why insist on this form of education? For this, two questions were outlined: what is EMIEP?; and why offer EMIEP? Constituted in a qualitative approach, this essay was produced through bibliographic research involving the authors: Ciavatta (2012), Cunha (2008), Frigotto (2005), among others. The repercussions indicate that the EMIEP presupposes knowledge constituted under the dimensions: work, science, culture and technology. Insisting on its construction implies overcoming the mechanistic view of technical qualification and the training of the students in a critical and conscious way through their work.

Keywords: Professional education. Secondary education. Integration.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN Eletrônico: 2237-0315              ISSN Impresso: 1981-9269

This work is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial 3.0 Brasil License

Licença Creative Commons