As danças midiatizadas e o governamento dos corpos infantis na contemporaneidade: lições sobre a produção de corpos heteronormativos

Ana Paula Abrahamian de Souza

Resumo


Resumo

O presente artigo reflete sobre os discursos produzidos e postos em circulação pelas danças produzidas e veiculadas midiaticamente, que vêm estatuindo o corpo infantil como um objeto de saber/poder/ser no campo dos estudos da infância na contemporaneidade. Parte-se da ideia de que as danças estão implicadas nos processos de linguagem que operam na construção dos corpos infantis, a partir de mecanismos de normatização e controle. Esta reflexão vincula-se às reflexões pós-modernas e pós-estruturalistas que, relacionadas aos Estudos Culturais em Educação, aos estudos foucaultianos e ao debate feminista, buscam entender como as lições inscritas nessas danças sistematizam o que constitui o masculino e o feminino, inscrevendo nos corpos infantis modos generificados de ser e de comportar-se. A abordagem analítica de discurso de inspiração foucaultiana - a arqueogenealogia - foi selecionada por poder captar as condições de emergência de acontecimentos discursivos e a regularidade e a dispersão dos enunciados relacionados às formações discursivas que incidem sobre o corpo infantil. É nesse regime discursivo que argumento que as danças produzidas e veiculadas pela mídia operam na produção de uma diversidade de lições, apontando-as como um dispositivo pedagógico.

Palavras-chave: Corpo infantil. Danças midiatizadas. Gênero.

"

Mediatized dances and how they govern a child's body in contemporary society: lessons on the production of heteronormative bodies

"

"


Abstract

This article aims to analyze the discourses produced and transmitted by the dances produced and conveyed by the mass media, which have been establishing a child’s body as an object of knowledge, power, and being in the field of childhood studies in contemporary society. The presumption is that dances are involved in the language processes operating in the construction of children's body due to their standardization and control mechanisms. The theoretical approach was based upon post-modern and post-structuralist thinking related to cultural studies in Education, Foucauldian studies and feminist debates to comprehend how the lessons ingrained in these dances systematize what is masculine and what is feminine, registering gendered ways of being and behaving in a child’s body. The analytical approach of the discourse of Foucauldian inspiration - archeogenealogy - was selected for capturing the emerging conditions of discursive events and the regularity and the dispersion of assertions related to discursive formations that concern the child’s body. The argumentation in this discursive regime is that the dances produced and conveyed by the media contribute to the production of a variety of lessons, and thus becoming pedagogical devices.

Keywords: Child’s body, Mediatized dances, Gender.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN Eletrônico: 2237-0315              ISSN Impresso: 1981-9269

This work is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial 3.0 Brasil License

Licença Creative Commons