Cultura Chinesa

POR QUE ESTUDAR MANDARIM (LÍNGUA CHINESA)?
A procura por profissionais brasileiros que conheçam a língua chinesa - o mandarim - é muito grande em todas as áreas. O mandarim é a língua falada por quase um quarto da humanidade. A importância e a influência mundial da China é cada vez maior. A China já é o segundo mais importante parceiro comercial do Brasil. As relações econômicas, políticas, culturais, tecnológicas e diplomáticas entre o Brasil e a China são cada vez mais intensas. Os investimentos de empresas chinesas no Brasil e de empresas brasileiras na China aumentam a cada ano e com eles a demanda por profissionais que conheçam bem a língua chinesa. Investir no aprendizado do mandarim é investir no futuro.

CURIOSIDADES DA LÍNGUA CHINESA
O Mandarim é o idioma oficial da República Popular da China, falado em outros países do sudeste asiático.

  • Estrutura Fonológica:
    O mandarim (chinês) é uma língua tonal. Tem quatro tons básicos: plano, elevado, recaído e elevado e recaído. O significado de uma palavra pode mudar drasticamente dependendo do tom. Por exemplo, dizendo “ma” de maneiras diferentes, você pode perguntar: “Sua mãe repreendeu o cavalo?” (mā mà mă ma?).
  • Escrita:
    A escrita chinesa não tem um alfabeto, mas possui caracteres. Cada um representa uma palavra. Quando combinados, os caracteres tornam-se silabas e formam novas palavras. As palavras “eletricidade" e "cérebro" por exemplo, formam juntas a palavra "computador" . A Língua Chinesa tem mais de vinte mil caracteres. Durante a vida, os chineses costumam aprender cerca de cinco mil caracteres. O conhecimento de três mil a quatro mil símbolos é o suficiente para ler o jornal. Assustado? Calma, aprender chinês pode ser uma aventura divertida! Para facilitar o aprendizado existe o PINYIN que é a romanização adotada universalmente no ensinamento da língua chinesa aos estrangeiros.
  • Gramática:
    Outra motivação para iniciar os seus estudos é a ausência de conjugação verbal. Já ouviu um chinês falar “Ontem no cinema eu ir”? Parece errado, mas é assim que funciona esse idioma que tem diálogos objetivos. O mesmo verbo é usado para tempos e pronomes diferentes. Portanto, a gramática chinesa é relativamente mais fácil que à de outras línguas.