Projeto Quelônios: soltura de Tracajás e Tartarugas-da-Amazônia

Soltura de Tracajás e Tartarugas-da-Amazônia

Quelônios ou testudines são nomes que agrupam todas as formas de tartarugas identificadas no mundo. Possuem quatro patas e o corpo é protegido por uma carapaça. São onívoros e ocupam vários tipos de ambientes, incluindo o marinho e continental (água doce e terrestre). Os quelônios, principalmente os continentais, possuem importante significado sociocultural para muitas regiões do Brasil, especialmente para as comunidades indígenas e tradicionais.

Diante da forte pressão de predação sobre ovos, filhotes e animais adultos, o Projeto Quelônios do Tocantins, coordenado pelo Núcleo de Educação Ambiental (NEAm) da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa), tendo como responsáveis o professor José Pedro de Azevedo Martins e o técnico da Unifesspa, Jucelino Bezerra de Souza, em seu segundo ano de atuação,  mantém seu objetivo de propagar a educação ambiental em comunidades ribeirinhas, o manejo reprodutivo de quelônios aquáticos e também estabelecer, em longo prazo, um sistema de produção racional e legalizado nas comunidades locais.

Assim, para que novos filhotes sejam integrados à natureza, e para que a recuperação da população desses animais seja saudável, centenas de tracajás e tartarugas-da-Amazônia foram soltos no dia 17 de fevereiro deste ano, às margens do rio, na Praia do Tucunaré, em Marabá, próxima a “toca do manduquinha”. Em 2018, foram soltos 14 mil filhotes de tracajás e tartarugas da Amazônia.

São parceiros do Projeto: Conselho Municipal de Meio Ambiente, Prefeitura de Marabá, Semma, Guarda Municipal, Ibama, Ministério Público do Pará, IGAFE, Guardiões do verde e Ideflor-bio.

Fonte: Site – Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (UNIFESSPA)

%d blogueiros gostam disto: