DIANTE DO EXTREMO: casamento, família e divórcio (Belém-Pará, 1890-1900)

Ipojucan Dias Campos

Casamento, consórcio, núpcias, bodas, matrimônio, desposório, conjúgio, enlace, conúbio, “ligadura de dois em um”, enfim, a vida a dois regrada e demarcada pela higiene social esteve arquitetada à concepção de famílias “modelo” pensadas, pretendidas, porém não o foram de todo alcançadas, pelo contrário.

O autor assevera e aponta muitos exemplos localizados nas fontes que pesquisou. Por outro lado, houve igualmente arranjos familiares alternativos, fortuitos, clandestinos, temporários ou mesmo duradouros sendo forjados, os quais não raramente coexistiram — na cidade em questão — lado a lado com os elos seculares e “sagrados”, ou seja, ajuntamentos, amigamentos, amasiamentos, concubinatos, meretrícios, amancebamentos, “ligações teúdas e manteúdas” não foram incomuns.

À vista disso, o leitor atento ficará surpreso com os percalços enfrentados pelas instituições família e casamento idealizadas socialmente no contexto histórico de um “paradigma higienista”: quebras de simetria de parte a parte foram muito mais usuais no fim do oitocentos belenense do que porventura se imaginaria.

ISBN:978-65-88106-45-7
Preço:R$ 50,00

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × 4 =