História do Campus

Origem

Inicio do campus

Dos 20 Campi que compõe a UEPA, 15 estão implantados fora da capital do estado. O Campus XX, o mais recente, desenvolve os cursos: Engenharia de Produção, Licenciatura em Ciências Naturais/Física, Licenciatura Plena em Geografia, Tecnologia de Alimentos,  Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas e a partir de 2019 serão implementados os cursos de Engenharia Florestal e Ambiental e, por meio do Plano Nacional de Formação dos Professores da Educação Básica – PARFOR – os cursos de Ciências Naturais (Física e Biologia) e Pedagogia.

Em seu conjunto, os cursos ofertaram 620 vagas, preenchendo 472 com discentes oriundos de 36 municípios de nosso estado. Essa abrangência constitui-se num real mecanismo de inclusão social, criação de capital intelectual (e humano) e abre janelas de oportunidades para que todos possam trocar conhecimentos e ampliar a compreensão sobre as especificidades desses diferentes municípios.

O Campus XX, inaugurado em maio de 2010, está aliado à concepção contemporânea que vem concorrendo para a substituição do paradigma da “geração do conhecimento para a sociedade” pelo paradigma da “geração do conhecimento com a sociedade”. A emergência desse novo paradigma cobra das academias, além da proximidade física com os diferentes contextos, uma abordagem metodológica própria capaz de renovar a cada dia uma comunidade de interesses e objetivos voltados para o desenvolvimento sustentável.

Assim foi pensado e criado o Campus XX que faz convergir a demanda regional com a missão institucional da UEPA e confere ao Município de Castanhal, como centro polarizador, um papel estratégico para as ações de desenvolvimento uma vez que concentra o maior número de Instituições de Ensino Superior – IES – da Região de Integração Guamá, composta pelos Municípios de Castanhal, Colares, Curuçá, Igarapé-Açú, Inhangapí, Magalhães Barata, Maracanã, Marapanim, Santa Izabel do Pará, Santa Maria do Pará, Santo Antônio do Tauá, São Caetano de Odivelas, São Domingos do Capim, São Francisco do Pará, São João da Ponta, São Miguel do Guamá, Terra Alta e Vigia de Nazaré.

Missão do Campus

Proporcionar economicidade, eficiência, eficácia e efetividade à gestão da Universidade do Estado do Pará, avaliando o cumprimento das metas e comprovando a legalidade e a legitimidade na aplicação dos recursos públicos que administra.

Visão do Campus

Ser instrumento de excelência de controle, visando sempre o aperfeiçoamento da gestão dos recursos públicos destinados à Universidade do Estado do Pará.